História - Alissa Parker - Parte I



Caro Leitor (a),

Hoje quero fazer no meu blog algo diferente.. mês passado comecei postar textos, pensamentos e algumas opniões que tenho a respeito das coisas mas esse mês eu fiz uma história e quero compartilhar com vocês, espero que vocês gostem.

Essa história é de uma jovem que sonhava em ter sua família sempre unida, por mais que naquele momento fosse impossível. Alissa Parker era uma menina com uma fé inabalável mas que com o tempo esmoreceu, seus sonhos eram seus maiores tesouros e sua família preciosa. Alissa Parker sofria com a falta do carinho de seu pai, e descobre que nada mais estava igual, foi algo que ela jamais pensou que iria acontecer.. Leia a história para entender.

Meu Nome é Alissa Parker fui nascida em 1991 sempre tive o desejo de ver tudo como era antes, minha família reunida meus pais juntos, eles se amavam e agora se divorciaram meus irmãos eram como os meus melhores amigos e agora nem sei por onde andam, acho que tudo se embaralhou.. eramos tão felizes, lembro de quando meus pais faziam tudo juntos eles realmente eram como uma só pessoa mas em dois corpos diferentes, meu pai era cheio de vida sempre brincando com a gente, lembro de suas brincaderas desde pequena, minha mãe sorridente sua voz era incrível, eu sempre achei minha família perfeita, um certo dia convidaram meu pai para uma reunião de trabalho, foi onde tudo começou, quando meu pai recebeu uma oportunidade de emprego em outro lugar bem distante daqui, tudo estava muito bem e estavamos muito felizes, minha mãe queria mesmo que o meu pai fosse trabalhar para poder conseguir uma vida melhor, eu também queria, mas depois comecei a sentir falta. Se passaram 2 anos e nada aconteceu, meu pai se foi e nos deixou ele jurava querer nos dar uma vida melhor e eu ainda podia imaginar.
Minha mãe, eu e meus irmãos moravamos em um sobrado pequeno não era tão ruim mas também não era tão grande coisa.. eu sabia que existia alguém do outro lado que de uma vez ou outra podia nos ajudar, ele estava sempre presente em meu coração e eu sabia que algum dia nós iriamos nos encontrar, em uma certa manhã peguei minha mãe conversando no telefone, era meu pai, eu já sabia que o melhor já estava por vir, eles estavão marcando a data para quando partiriamos daqui, enfim, fiquei contente e comecei a sonhar acordada me dediquei nos estudos tirei notas boas e quando chegou o grande momento me despedi dos meus amigos, eu estava querendo partir logo dalí. Estavamos felizes quando nos encontramos abracei meu pai, ele me deu um abraço e me disse oi como se eu fosse uma pessoa qualquer percebi que ele já não era mais o mesmo, - "Mas não é possível como isso pôde acontecer alguma coisa errada aconteceu", pensei comigo, mas mesmo assim deixei passar, por mim aquilo era só stress e que logo logo iria passar, com o tempo descobri que nada mais estava igual, no começo ele ainda nos levava para passear mas depois tudo começou a mudar me senti regeitada pelo meu próprio pai.. e ainda não havia entendido nada, fiquei dias trancada no meu quarto e mesmo assim isso não mudou os fatos, ele não me perguntou se eu estava bem nem muito menos se eu queria conversar. Fui caminhar sozinha, conheci lugares e pessoas novas, fiquei horas tentando entender a mudança de meu pai, cheguei em casa minha mãe ainda estava acordada conversou comigo mas não dei muita atenção meu pai estava dormindo pois disse que iria ter uma semana muito agitada, eu tentei levar aquilo em consideração mas não consegui, fiquei procurando uma resposta para o que eu ainda não conseguia entender, sim meu pai estava diferente e algo de errado entava acontecendo isso eu já sabia, mexi em suas coisas e lá encontrei sua agenda, todos o seus compromissos estavão encerrados, mas que engraçado ele disse que ia ter uma semana muito agitada mas em sua agenda não havia nada de interessante apenas dias para passar com sua família, meu coração bateu forte, guardei suas coisas e voltei para o meu quarto não conseguia parar de pensar sobre o que estava escrito em sua agenda, será que ele tem outra família, os meus olhos se encherão de lágrimas e alí me derramei em prantos me entreguei a solidão, não conseguia estudar nem ter uma vida normal, era sempre triste pensando no meu pai sendo o que ele era comigo antes, com uma outra garota, talvez isso fosse coisa da minha cabeça, era o que eu queria pensar, mas não, eu não estava enganada, consegui ter a resposta que eu tanto queria e no dia seguinte decidi sair para pensar eu já não conseguia ter idéias do que fazer mais, me tranquei em um mundo só meu onde eu sabia que nada, nem ninguém iria me machucar... Eu podia passar dias alí dentro que ninguém iria se importar, a não ser minha mãe e meus irmãos, meus irmãos quase nunca apareciam em casa pois já eram grandes e já tinham suas próprias vidas, então eu Alissa Parker como filha caçula fiquei praticamente sozinha, eu me sentia frágil pois eu ainda precisava muito do carinho de um pai.
Eu não descansei, depois de ter descoberto não resisti em querer contar para minha mãe, pois estavamos sendo enganadas, mas eu não fiz isso o que eu fiz foi algo que eu jamais pensei que eu iria fazer, algo que eu nunca pensei que fosse preciso, eu investiguei e descobri [...]

☆ Pessoal isso é tudo por hoje, em breve tem mais :) .. Espero que tenham gostado! Até o próximo post, Beijinhos.
- Por: A. Pamela Brigatto (08/01/2010)

12 comments:

Cris: Diário ON Line said...

LIndezaaaaa tem um selinho esperando por vc no Diárioo, vai correndo pegaaar!!! beijos


Poxa vou vir ler mais tardeeee..... pelo começo ja gostei da historia!

Renato Orlandi said...

Olá flor, parabéns pela história, realmente comovente, me identifiquei com ela, aconteceu igualzinho comigo, mas enfim, imagino o sofrimento dessa menina, espero para ver o que pode acontecer, espero que dê tudo certo para ela, simpatizei hehe... Você escreve muitíssimo bem, me prendi do começo ao fim, a Madonna se esguelando aqui em casa e eu ignorando, vê se pode? aff, rs. Bjuuu e ansioso mode ON!

A. Pamela Brigatto said...

Cris :D

Amei o selinho, muito obrigada!
Espero que você goste da história :)

Beijinho

A. Pamela Brigatto said...

Oi Rê,

Obrigada, fico feliz que tenha gostado rs..
realmente estou tentando escrever algo comovente!
rsrsrs imagino que a Madonna deve ter fica nervosa :p, mas gostei de receber seu comentário. Em breve tem mais ;)

Beijinho

wellinton de souza said...

Prima esta linda sua historia viu bjss esto com saudades

Raissa Quézia said...

OmG
Você escreve muito bem , e nao vejo a hora de ver o resto da história , me comovi e espero que no final de tudo certo pra ela
beijoos parabéens
te amo <3

Luiz said...

Oi Mel lindaa, passando aqui ´para deixar o registro, e que adorei a historia me avise quando postar a continuação ok?
muito bom mesmo, como ja havia lhe dito antes, seus textos nos prendem a leitura até o final, e isso é um pouco incomum, até mesmo em escritores experientes, continue assim Mel, e sei que daki um tempo vou ler um livro seu e falar com orgulho, que estive presente em seus primeiros passos como escritora !! bjão Flor, cuide-se e tenha um ótimo restinho de semana

A. Pamela Brigatto said...

Obrigada pelo carinho primo!
Saudades <3

A. Pamela Brigatto said...

Obrigada Linda

Fico feliz que tenha gostado!!
Logo logo tem mais rs

Beijinho

A. Pamela Brigatto said...

Lu,

Eu amo seus comentários, muito obrigada
pelo carinho!
Espero surpriender muitas pessoas,e até lá
virar uma escritora rs..
Pode deixar que eu aviso sim!

Tenha uma ótima semana..
Beijinho

Cris: Diário ON Line said...

Pam que estória heim... fiquei emocionada, e estou torcendo para que a Alicia consiga sair dessa pra melhor, afinal.... Pai é bom eu sei, quer dizer, sei por ver outras pessoas com seus pais...mais nada melhor do que Mãe!! E a Alicia vai saber disso tb....... bj bj vou vir ver o proximo capitulo

A. Pamela Brigatto said...

É sim Cris rs..
que bom, fico feliz que tenha gostado!
Verdade.. logo logo posto a segunda parte :)

Obrigada pelo comentário
Beijinho

Post a Comment

Related Posts with Thumbnails