História - Alissa Parker - Parte III


Caro Leitor (a),

Só para lembrar
essa história é de uma jovem que sonhava em ter sua família sempre unida, por mais que naquele momento fosse impossível. Alissa Parker era uma menina com uma fé inabalável mas que com o tempo esmoreceu, seus sonhos eram seus maiores tesouros e sua família preciosa. Alissa Parker sofria com a falta do carinho de seu pai, e descobre que nada mais estava igual, foi algo que ela jamais pensou que iria acontecer.. Leia a
Parte I da história para entender.

Nesse mesmo dia conversei com minha mãe, estavamos sozinhas em meu quarto então resolvi contar sobre o que disseram meus irmãos ela concordou em conversar e disse que isso talvez poderia ajudar, eu não tinha dúvidas de que minha propósta poderia ajudar.. Meu pai estava em seu quarto deitado, e disse que precisava conversar comigo então aproveitei para dizer que eu precisava conversar com ele também.. Chamei minha mãe para escutar, então coversando aproveitei para dizer que eu tinha uma propósta, a propósta era meu pai ficar uns dias fora do país para poder pensar e esclarecer as coisas, enfim parece que tinhamos entrado em um acordo e estava tudo indo muito bem, o melhor lugar para ele ir era na nossa cidade natal talvez assim ele lembraria de como nossa vida foi há 5 anos atrás, minha fé estava inabalável, eu conseguia reviver o que eu era quando menina, me senti muito feliz.. Enfim compramos a passagem, era ano novo e meu pai já estava em nossa cidade natal, eu fiquei esperando por ele com a esperança de que tudo iria voltar a ser como era antes.
Achei que naquele natal tudo iria mudar, e mudou, minha mãe e eu passamos o natal com Kyle e meus irmãos, nós estavamos alegres a comemorar, meu pai tinha ligado e disse que estava tudo bem, que já fazia um tempo que ele precisava ir para lá e que estava muito feliz, passado 18 dias meu pai voltou, nos trouxe presentes e disse que sentiu saudades.. passamos uma semana como uma família feliz, depois algumas semanas eu estava andando pela casa quando passei pela porta do quarto de meus pais, ouvi alguém falar baixinho, eu sei que é feio escutar conversa atrás da porta mas aquilo foi caso de emergência alguma coisa estava errado, eu nunca tinha visto meu pai susurrar no telefone, Porque aquilo agora? De qualquer forma eu não falei nada, e deixei passar. Por enquanto estava tudo indo muito bem, mas teve um dia que peguei meu pai muito alegre se arrumando para sair, ele me viu e disse que estava saindo para procurar emprego então tudo bem, levei em consideração e fui trabalhar, Kyle estava em minha cidade eu não tinha muito tempo para ficar com ele então ele voltou para sua cidade e eu não o ví partir.. Fui trabalhar, quando voltei para casa eu estava conversando com minha mãe, e conversando eu resolvi sair para pensar como sempre de costume, não sei porque mas eu pensava melhor na rua do que em casa, eu estava preocupada com meus pais e estressada com o que estava acontecendo, liguei para Kyle, liguei várias vezes mas ele não atendia o celular então quando voltei para casa minha mãe estava em meu quarto, ela tinha reparado que eu não estava muito bem e me perguntou se eu estava sabendo de alguma coisa, mas resolvi ficar queta e dizer que não peguei minha mala e joguei minhas roupas dentro, eu estava querendo sair daquele lugar, conversei com Simon meu patrão para pedir um tempo off no meu trabalho, mas como eu estava estressada pedi sem jeito. Saindo de casa eu resolvi ir para o centro da cidade à busca de um táxi e quando encontrei, eu entrei no táxi e ví meu pai com uma mulher parado em frente a uma loja sorrindo e olhando uma vitrine de roupas caríssimas, eu fiquei pior do que eu já estava e nervosa gritei -"Paaare esse carro agora!" [...]

☆ Pessoal isso é tudo por hoje, em breve tem mais :) .. Espero que tenham gostado! Até o próximo post, Beijinhos.
- Por: A. Pamela Brigatto (08/01/2010)

6 comments:

Cláudia Renata said...

Adoreei seu blog...
muito interessante!!
Espero sua visita em meu cantinho =)
beeijos linda ;*

Renato Orlandi said...

Uiaaa, poxa, essa é a parte mais que mais dói, quando de fato vemos, porque até então imaginar, pensar essas coisas são diferentes neah. Mas que garota decidida, está fazendo muitas coisas, esperta mesmo, madura! Adorando e ansioso p continuação! Bjuuu! :D

Emy said...

Amore, obrigada por visitar meu cantinho! Amo ler! Tou seguindo tb... Amanha começo a ler sua estória, viu? Bju

A. Pamela Brigatto said...

Oi Cláudia,

Muito obrigada pelo carinho!
Fico feliz que tenha gostado :)

Beijinho linda.

A. Pamela Brigatto said...

Re,

Que felicidade receber seu comentário!
Você tinha sumido rs.
Poxa é verdade, deve ser complicado passar
por essas coisas, só quem viveu sabe.
Obrigada pelo carinho :)

Beijinho

A. Pamela Brigatto said...

Emy,

Obrigada por ter retribuido a visita e pela participação!

Espero que goste da história :)
Beijinho

Post a Comment

Related Posts with Thumbnails